quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Talvez


Talvez
A gente se abrace
E logo disfarce com um aperto de mão.


Talvez
A gente ameasse
Apenas com sorrisos e olhares pelo chão.

Talvez
O momento seja propício
Para um novo início, assim bem devagar.

Talvez
Já seja o momento
De trocarmos palavras e recomeçar.

Talvez
No final da conversa
Um beijo ardente e depois só se amar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário